#betrend moda

9 dicas para cuidar das suas camisolas de caxemira

Saiba como tratar, lavar e guardar as camisolas de caxemira para que durem muitos e longos anos em bom estado.

A camisola de caxemira é uma peça fundamental no armário de homens e mulheres, sobretudo porque são quentes mas, ao mesmo tempo, suaves ao toque.

O material, no entanto, requer alguns cuidados de tratamento e lavagem que se não forem cumpridos, fazem com que pouco tempo de uso tenha efeito na qualidade da peça.

Reunimos algumas dicas para cuidar corretamente das suas camisolas de caxemira e garantir que têm uma vida útil longa e com boa qualidade.

Como cuidar de camisolas de caxemira

1. Lavar preferencialmente à mão

A caxemira é um material muito sensível e ganha marcas, buracos, borboto e manchas com facilidade, já para não falar da facilidade com que perde a forma original.

Por todos estes motivos, só tem a ganhar se for lavada à mão com água morna e movimentos muito suaves.

2. Usar champô para bebés

Se lavar as suas camisolas de caxemira à mão, troque o detergente da roupa por champô.

Quanto melhor e mais suave for o champô, melhor o resultado - tanto que muitos especialistas até recomendam champô para bebés, que tem menos químicos e acaba por ser mais gentil com o material.

3. Na máquina da roupa, usar o programa de lãs

Lavar as camisolas de caxemira na máquina não é totalmente proibido, mas é mais agressivo com o material. Se tiver de o fazer, use o programa de lãs ou de roupas delicadas, para reduzir o impacto.

4. Não pendurar

Os cabides são o pior inimigo da camisola de caxemira. Uma camisola destas pendurada - mesmo por algumas horas - começa a perder a forma original e a assumir a forma com que está pendurada. O ideal é guardá-la dobrada numa gaveta.

camisola de caxemira preta

5. Guardar sempre muito bem limpa e seca

Se os cabides são o pior inimigo das camisolas de caxemira, o que dizer das traças?

Não há motivo nenhum para querê-las por perto, por isso, nunca guarde as camisolas com migalhas ou restos de comida que possam atrair os insetos.

Guardar estas camisolas ainda húmidas (da lavagem ou do uso) também não é boa política, já que fomenta o aparecimento de manchas que depois não vai conseguir remover.

6. Tirar o borboto com regularidade

O borboto é um processo natural na caxemira e não significa que as peças estejam inutilizadas.

Tenha em casa uma máquina de remoção de borboto e use-a com cuidado nas suas camisolas de caxemira. Vão ficar como novas!

7. Secar ao ar

Mantenha as camisolas de caxemira longe da máquina de secar, por muito forte que seja a tentação. Como material natural que é, a caxemira precisa de secar de forma igualmente natural: ao ar, sem fontes de calor por perto e estendida na sua forma original.

Quer isto dizer que pendurar uma camisola de caxemira num estendal, como faz com as outras roupas, também lhe pode trazer uns amargos de boca: corre o risco de a malha esticar por causa do peso da água e ganhar uma forma diferente.

8. Não esfregar as nódoas

Manchas e nódoas em camisolas de caxemira são um verdadeiro pesadelo, por isso, o ideal é mesmo evitar usar estas peças em situações mais propensas ao desastre.

Se, ainda assim, não conseguiu evitar o pior, o melhor conselho possível é que nunca - mas mesmo nunca! - esfregue o tecido. Tente tirar as manchas com água morna e champô de bebé; se não conseguir, use um pouco de detergente tira-nódoas, mantendo-o em contacto com a caxemira o menos tempo possível.

Em qualquer dos casos, faça uma massagem suave às fibras e nunca esfregue com os dedos, com escovas ou com qualquer outro material.

9. Não passar a ferro

Passar as camisolas de caxemira a ferro é como passar o seu próprio cabelo a ferro: destrói as fibras em poucos segundos.

Sabendo que a caxemira é um material que ganha rugas com facilidade, o melhor é dobrar a roupa logo que a tira do corpo ou logo depois de lavar. Se precisar de remover rugas mais teimosas, use vapor quente para o material se manter fofo.

#betrend store

Produtos relacionados