#betrend entrevista

SkinCoach: "Queremos sempre acrescentar alguma coisa"

Queriam ir além do aconselhamento simples e criaram a página SkinCoach. Conheça a Cátia e a Inês e descubra como partilham a sua paixão pela dermocosmética.

De seus nomes, Cátia Martins e Inês Moreira, são as especialistas por detrás do projeto SkinCoach

A página que conta já com alguns milhares de seguidores no Instagram dá a conhecer não só as últimas novidades de cosmética, mas ensina como cuidar da pele. 

Farmacêuticas de formação, Cátia e Inês partilham a paixão pela cosmética, que dá vida a uma página de skincare conjunta, desde 2019.

SkinCoach: "O que nos levou a criar este projeto inicialmente foi o desejo de tentar ir além do balcão da farmácia"

skincoach

1. Para quem não vos conhece, antes de mais, apresentem-nos a Cátia e a Inês.

Inês: Somos duas amigas do Porto que trabalhamos juntas há mais de 10 anos na mesma farmácia onde nos tornamos conselheiras de dermocosmética.

Neste momento somos formadoras e consultoras de dermocosmética e continuamos com a nossa profissão de técnicas superiores de farmácia a trabalhar em farmácia comunitária.

A Cátia tem 34 anos e divide o seu tempo livre entre a sua paixão por tudo o que seja skincare e cuidados com a pele e ser mãe da pequena Matilde. Adora livros e é uma consumidora compulsiva de series. A Inês tem 32 anos e é apaixonada pelas redes sociais, adora apanhar sol e mostrar que os cuidados de skincare são também um momento de self-love, muito importante para saúde mental.

2. O que vos levou a criar o projeto SkinCoach?

Cátia: O que nos levou a criar este projeto inicialmente foi o desejo de tentar ir além do balcão da farmácia. Achávamos que as pessoas não tinham tempo na farmácia para receber um aconselhamento personalizado sobre a sua pele. Queríamos conseguir ajudar mais que aqueles 10 ou 15 minutos que muitas vezes se utilizam num aconselhamento ao balcão.

É preciso tempo para percebermos os hábitos da pessoa, qual o estado da sua pele para podermos construir uma rotina adequada. Mas muitas vezes não havia essa disponibilidade do cliente para fazermos esse aconselhamento no balcão. E quando a farmácia estava cheia, também fica complicado de podermos disponibilizar o nosso tempo para aquela pessoa.

Depois também a nossa paixão irresistível de experimentar as novidades de dermocosmética que chegavam á farmácia. Queríamos explicar para quem são as novidades que são lançadas no mercado com o conhecimento que tínhamos!

3. Hoje em dia o projeto é mais do que uma página online. Em que consiste atualmente? E o que oferecem através do projeto SkinCoach?

Cátia: O projeto começou por uma página no Instagram, pois as redes sociais são neste momento a forma mais eficaz de chegarmos a mais gente e de podermos causar algum impacto. De seguida criámos o blog porque sentimos que precisávamos de um espaço onde aprofundar mais os temas e abordar outros tópicos relacionados com a saúde da pele.

Neste momento, para além da nossa presença online também damos formação a profissionais de beleza como maquilhadores e fazemos workshops também a quem queira perceber quais os cuidados a ter com a pele!

Temos ainda um serviço de consultoria onde fazemos uma revisão da rotina de pele ou implementamos uma rotina do zero a quem não sabe por onde começar!

Explicamos como cada um pode cuidar da sua pele para a manter saudável de uma forma personalizada.

4. Assumem-se como apaixonadas pela cosmética e skincare. De que forma exploram esta paixão?

Inês: Somos realmente apaixonadas por todo este universo e é algo que nos traz alegria e prazer. Adoramos experimentar as novidades que saem para o mercado da dermocosmética, estamos sempre a adquirir produtos e queremos conhecer marcas inovadoras, menos conhecidas também.

Procuramos estar a par das novidades das tecnologias utilizadas na cosmética e do futuro desta indústria e vamos estudando a evolução da ciência nos cuidados da pele e mesmo como poderá ser este mercado no futuro e sua sustentabilidade.

5. São cada vez mais as páginas ligadas à área de skincare no meio digital. Consideram que há um interesse crescente pela temática?

Cátia: Há mais interesse do que há uns anos atrás e uma maior preocupação com a saúde da pele. Existe também cada vez mais uma evolução positiva, pois existe maior consciencialização de que precisamos de cuidar da nossa pele como cuidamos de qualquer outro órgão no nosso corpo.

As pessoas, na nossa opinião estão mais atentas e procuram mais informação antes de comprar um produto. Há cada vez mais uma vontade de não comprar sem pensar e perceber o que realmente faz sentido para a sua pele!

Também existe uma maior facilidade de acesso a informação. Por isso muita gente procura ajuda para escolher os cuidados mais adequados para si!

6. De que forma o acesso a informação sobre skincare, através das redes sociais, influencia os cuidados que as pessoas assumem no seu dia a dia? Se sim, de que forma?

Cátia: Sem dúvida que as redes sociais desempenham um importante papel no nosso dia a dia na divulgação da informação e dos produtos que existem no mercado.

As pessoas procuram aquilo que vem refletido nas redes sociais, seja porque viram alguém conhecido a utilizar ou porque a publicidade da marca lhes surgiu no feed e lhes despertou interesse.

As redes sociais trazem uma componente positiva com um mais fácil acesso a informação e uma forma mais rápida e directa de chegar ao público mas também podem conduzir a muita falsa informação. Nem sempre os produtos são divulgados de forma correcta e com a informação mais fidedigna.

7. Mas este interesse e atenção crescentes, podem configurar um risco, na medida em que podem ser geradores de informação errada. Como combatem esta possível desinformação?

Inês: Foi mesmo por isso que criamos esta plataforma! Víamos e continuamos a ver influencers a promover produtos que não usam e que não conhecem e não explicam para quem são.

Não há nada de mal com a promoção de marcas e produtos mas só o fazemos de marcas e produtos que acreditamos e que acima de tudo, nós próprias usamos. Assim, se nos perguntarem sobre o seu efeito, textura, acabamento na pele, etc, sabemos responder e sabemos exatamente em que pele funciona x produto.

Por um lado há um risco de se escolher produtos que não são para as necessidades daquela pele, por exemplo pessoas com rosácea a usar produtos para acne.

E depois as pessoas passam à frente cuidados essenciais como o protetor solar para comprarem um sérum milagroso antienvelhecimento.

Queremos que as pessoas comecem pelos pilares básicos que mantêm a pele saudável e evitam o envelhecimento da pele.

skincoach

8. Tanto a Cátia como a Inês são farmacêuticas e conjugam o trabalho com este projeto. A vossa formação académica permite, obviamente, um maior conhecimento dos ingredientes e formulações dos produtos. Isto promove uma maior confiança nas avaliações por parte dos vossos seguidores? Qual é a percepção que têm da vossa audiência?

Inês: Para nós, a nossa formação e a nossa profissão permitem-nos conhecer ingredientes e formulações mas é a experiência e o feedback dos nossos aconselhamentos ao balcão da farmácia e na página que nos diz que produto é o mais recomendado em determinada situação. Sentimos que os nossos seguidores nos veem como aquilo que somos: profissionais de farmácia com experiência e que podemos ajudar a que cada um conheça a sua pele e a saiba manter saudável.

Apesar de não ser o único fator, a nossa formação académica e experiência profissional é algo que sem dúvida dá uma confiança acrescida aos nossos seguidores. Somos as caras que qualquer um pode encontrar numa farmácia mais perto de si!

9. A vossa página vai além da skincare. Falam também sobre cuidados capilares, Saúde da pele, cuidados na gravidez. Exploram diversas marcas e produtos. Muito do que vemos é fruto das vossas necessidades pessoais ou procuram dar resposta às necessidades da vossa audiência?

Cátia: Procuramos sempre combinar os dois. Inicialmente a página era mais um fruto das nossas necessidades pessoais mostrando o que utilizávamos e como o fazíamos mas com o evoluir o projeto podemos cada vez mais nos centrar nas necessidades da nossa audiência e procurar dar resposta às questões que nos vão colocando falando de várias temáticas.

Vamos também mostrando as novidades que são lançadas mesmo que não sejam para as nossas necessidades para podermos ajudar o maior número de pessoas possível. Não temos rosácea, por exemplo, mas queremos sempre experimentar as texturas e os produtos para perceber como ficam na pele, se ao longo do dia deixam a pele confortável ou demasiado oleosa... Vamos tentando mostrar o que outras peles com necessidades diferentes das nossas podem e devem usar mas mostramos sempre o que usamos também!

10. Há claro muito trabalho de bastidores que não se vê. Criam muitas rotinas especializadas para seguidores? De que forma prestam esse aconselhamento?

Inês: Existe imenso trabalho para quem produz conteúdo nas redes sociais. Antes de começarmos este projeto não tínhamos noção da quantidade de horas necessárias para captar fotos, fazer vídeos, escrever artigos, fazer pesquisa científica. Tudo isso consome imenso tempo.

Respondemos a todas as mensagens com dúvidas que nos enviam, o que também consome algum do nosso tempo e fazemos um aconselhamento personalizado online, por videochamada ou e-mail em que acompanhamos a pessoa e a levamos a montar uma rotina personalizada.

O nosso aconselhamento em consultoria funciona através de um questionário extenso sobre os hábitos de cada um, os objectivos, como sentem e vêm a sua pele e pedimos sempre fotos para podermos conhecer melhor cada pessoa que nos pede ajuda.

Não temos muito tempo livre por isso não temos muitas vagas por mês para este serviço, mas vamos gerindo o nosso tempo com o nosso trabalho na farmácia.

11. Quais são as questões ou dúvidas (nas várias temáticas que abordam) mais frequentes que vos chegam?

Inês: As maiores dúvidas são como organizar os produtos na rotina, a ordem dos produtos, se devem fazer ou não esfoliação diariamente, se devem usar muitos ou poucos produtos e se devem usar protetor solar todos os dias mesmo no Inverno.

Mas a maioria não sabe hidratar minimamente a pele adequando os cuidados ao tipo de pele e depois não sentem conforto, ou porque a pele fica demasiado oleosa com um produto hidratante ou porque nunca sentem a pele confortável porque está muito desidratada.

Os problemas mais comuns são acne no adulto e manchas, mas também nos procuram para perceber como atrasar os sinais de envelhecimento da pele.

12. Quais são os vossos guilty pleasures, no que diz respeito à cosmética (quais as marcas ou os cuidados de eleição)?

Inês: Para mim tenho o guilty pleasure de experimentar máscaras de tecido e ter momentos diários de self-care. E tenho sempre curiosidade em experimentar produtos diferentes, texturas inovadoras e encontro muito isto nas marcas de K-beauty, cosmética Coreana que me fascina sempre.

Cátia: Para mim as minhas marcas de eleição passam muito pelas marcas de dermocosmética que encontramos nas nossas farmácias como a Bioderma ou a La Roche Posay. Como guilty pleasure adoro cuidados cosméticos de marcas mais fora do circuito de farmácia que nos confiram também uma experiencia sensorial como aromas e texturas como por exemplo a Erborian e a Nuxe.

skincoach

13. Numa altura em que há tanta informação disponível, como é que vocês se distinguem das restantes páginas?

Inês: Acho que o mais importante é mencionar que não nos queremos distinguir ou ser melhores que outras páginas, não sentimos que seja uma competição.

Tentamos ao máximo ser o mais fiel a nós próprias. Somos pessoas positivas, portanto acreditamos numa posição positiva especialmente nas redes sociais.

Queremos sempre acrescentar alguma coisa e não de forma alguma ter uma presença que seja mais negativa ou crítica.

Estamos aqui para ajudar, estamos aqui para adicionar algo positivo na vida de alguém e mostrar que é possível existir self-love mesmo com imperfeições na pele e que os cuidados de skincare não são uma futilidade mas que contribuem para a nossa saúde e fazem parte de hábitos de vida saudável.

14. O que esperam alcançar no futuro? Que novidades podemos esperar para o projeto Skincoach?

Cátia e Inês: Este ano, estaremos a fazer workshops e cursos de iniciação à dermocosmética a outros profissionais de beleza mas no futuro o objectivo gostaríamos de ter o nosso próprio espaço para aconselhamento pessoal personalizado, um espaço para workshops e formação e adoravamos poder conhecer os nossos seguidores pessoalmente.

#betrend

Produtos relacionados

Top Marciano EstampadoTop Marciano Estampado
Saia Marciano EstampadaSaia Marciano Estampada
Ténis Pride Classic Slip-OnTénis Pride Classic Slip-On
Cardigã com padrão total J balvin x GuessCardigã com padrão total J balvin x Guess
T-shirt com padrão na frente J Balvin x GuessT-shirt com padrão na frente J Balvin x Guess
T-shirt com padrão na frente J Balvin x GuessT-shirt com padrão na frente J Balvin x Guess
T-shirt com padrão total J Balvin x GuessT-shirt com padrão total J Balvin x Guess
Top caveado com logótipo na frente J Balvin x GuessTop caveado com logótipo na frente J Balvin x Guess